Código

Senha

O curso de Bacharelado em Sistemas de Informação tem formação sólida em Computação. Reúne a tecnologia da computação e a ciência da administração e possui, em ambas as áreas, um enfoque pragmático forte. Esses conhecimentos lhe dão desenvoltura para criar aplicativos – software – que facilitem o processo e o fluxo de informação numa empresa através da tecnologia de informática, pois esse curso pode ser definido como uma combinação de recursos humanos e computacionais.

Regulamento



REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CTESOP

ATIVIDADES EXTRACURRICULARES

Art. 1º - O currículo pleno de cada curso de graduação do Centro Técnico-Educacional Superior do Oeste Paranaense inclui carga-horária específica de atividades acadêmicas complementares a serem cumpridas pelos alunos ao longo do curso.

Art. 2º - A carga-horária das atividades acadêmicas complementares será fixada no Projeto Pedagógico de cada curso, de acordo com normatizações legais e diretrizes curriculares.

Art. 3º - As atividades acadêmicas complementares têm como objetivo flexibilizar e vitalizar os currículos, de modo a propiciar:

I.    maior dinamicidade à formação discente, com possibilidade de enriquecimento de conhecimentos e experiências, atendendo, de um lado, a individualidade e subjetividade do aluno e, de outro lado, a necessidade de ajustamento ao dinamismo da área de estudos;

II.     oportunidade de reconhecimento de habilidades, competências e conhecimentos adquiridos fora das atividades e disciplinas estabelecidas nos currículos dos cursos.

III.    mais efetividade no preparo dos acadêmicos para enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mercado de trabalho e das próprias condições do exercício profissional;

IV.    incremento da interdisciplinaridade e da transdisciplinaridade;

V.    fortalecimento da articulação entre teoria e prática na consecução curricular;

VI.    estímulo à prática de estudos independentes;

VII.    incremento a programas de iniciação científica, nos quais o aluno possa desenvolver espírito criativo, investigativo e de análise crítica;

VIII.    estímulo às atividades de extensão articuladas ao ensino e à pesquisa, estabelecendo um fluxo dialético entre o conhecimento acadêmico e a sociedade.

 

Art. 4º - São consideradas atividades acadêmicas complementares aquelas desenvolvidas de acordo com o presente Regulamento:

I.    cursos complementares;

II.    projetos de iniciação científica;

III.    projetos de extensão;

IV.    participação em projetos, oficinas ou grupos de estudo orientado;

V.    estudos de caso;

VI.    estágio extracurricular;

VII.    eventos;

VIII.    atividades cívicas e artístico-culturais;

IX.    visitas técnicas;

X.    viagens de estudos;

XI.    monitoria acadêmica;

XII.    publicações;

XIII.    outras atividades e estudos independentes, a juízo do Coordenador do Curso.

Essas Atividades Complementares serão avaliadas segundo o critério de carga-horária ou por participação efetiva nas atividades constantes no artigo 4º deste regulamento, segundo os critérios abaixo:

a) Serão atribuídas até 10 horas por ano pela participação nas atividades esportivas, tais como: esportes individuais, natação, musculação, dança e esportes coletivos como basquetebol, handebol, voleibol, futsal.

b) Serão atribuídas até 15 horas por ano pela participação nas atividades artísticas, culturais e cívicas, tais como: teatro, coral, desfiles cívicos, eleições e participação de eventos municipais.

c) Serão atribuídas até 10 horas por participação efetiva em Diretórios Acadêmicos e CIPAS.

d) Serão atribuídas até 05 horas por ano pela participação em Entidades de Classe, Pastorais, Ações Voluntárias, Atividades Comunitárias, Associações de Bairros.

e) Serão atribuídas horas completas por participação em cursos, minicursos, mesa redonda, oficinas, palestras técnicas, seminários, simpósio, jornadas, da área específica do curso e áreas afins, realizados pela IES.

f) Serão atribuídas 50% das horas, chegando, no máximo, a 20 horas por participação em cursos, minicursos, mesa redonda, oficinas, palestras técnicas, seminários, simpósio, jornadas, da área específica do curso e áreas afins, realizados fora da IES.

g) Serão atribuídas até 10 horas por ano para o aluno que obtiver frequência e aprovação em cursos de língua estrangeira, internos ou externos à instituição.

h) Serão atribuídas 10 horas por apresentação de palestras, seminários, minicursos, cursos da área específica que contemple o objetivo do curso.

i) Serão atribuídas até 30 horas por projetos de extensão da área específica e áreas afins, realizados na IES.

j) Serão atribuídas para cada exposição técnica até 20 horas.

k) Serão atribuídas até 40 horas por visita técnica e viagens de estudos da área ou áreas afins.

l) Serão atribuídas 10 horas para resumos e 20 horas para artigos publicados em anais, revistas, revistas eletrônicas.

 

Art. 5º - Para efeito de aproveitamento das atividades extracurriculares é necessário que o acadêmico cumpra 50% das horas totais do curso em atividades específicas na IES.

Art. 6º - São considerados eventos as atividades referentes a palestras, seminários, congressos, debates, simpósios, conferências, encontros, jornadas e outros similares.

Art. 7º - A participação em eventos e em viagens de estudos deve ser submetida a prévia aprovação do Coordenador do Curso, que observará a pertinência e a relevância da atividade proposta para a formação do acadêmico.

Art. 8º - As atividades acadêmicas complementares podem ser organizadas por iniciativa de órgãos do Centro Técnico-Educacional Superior do Oeste Paranaense, ou oferecidas por outras instituições ou empresas.

Art. 9º - O aproveitamento de atividades complementares deve ser registrado na Secretaria Acadêmica pelo coordenador do curso.

Art. 10 - Cabe aos coordenadores de curso, com a cooperação da Secretaria Acadêmica e colegiado do curso, o acompanhamento, o controle e a supervisão da participação dos acadêmicos.

Art. 11 - Cabe à Secretaria Acadêmica efetuar o registro no histórico escolar.

Art. 12 - Cabe aos coordenadores de curso, em relação às Atividades Complementares:

I.    exercer, em cooperação com a Secretaria Acadêmica e docentes das disciplinas envolvidas, as atividades de acompanhamento, controle e supervisão da participação dos acadêmicos;

II.    apreciar o mérito, emitindo parecer sobre o aproveitamento de atividades propostas pelos alunos;

III.    organizar eventos, cursos, seminários, jornadas de estudos, visitas, viagens de estudos e outras atividades similares;

IV.    estabelecer contatos e negociações com instituições e empresas de direito público e privado, com vistas a firmar convênios ou estabelecer parcerias que possibilitem maior interação dos cursos com a comunidade externa;

V.    enviar à Secretaria Acadêmica as horas obtidas pelos alunos no desempenho das atividades complementares;

VI.    divulgar atividades e eventos;

VII.    encaminhar publicações decorrentes das atividades complementares.

Art. 13 - O acadêmico, ao término do curso, deverá ter cumprido 200 (duzentas) horas de atividades extracurriculares no caso de seu curso ter a duração de 4 (quatro) anos ou 240 (duzentas e quarenta) horas se o seu curso tiver duração de 3 (três) anos, conforme disposto no artigo 4º deste regulamento.

Art. 14 - O não cumprimento das atividades extracurriculares implica em não conclusão do curso.

Art. 15 - Os casos omissos neste regulamento serão julgados pelo Colegiado do Curso.

ctesop.com.br | 44 3528-2337 | Av. Brasil, 1441 - Jd. Paraná | Assis Chateaubriand-PR