Código

Senha

O Objetivo do curso de Enfermagem é formar Enfermeiros generalistas, com o compromisso político e social, tendo como princípios norteadores a capacidade de influenciar na construção de novos paradigmas de saúde, através de um conjunto de conhecimentos próprios, sedimentados num pensar integral do cuidado humano, para atuar nas áreas de promoção da saúde, prevenção de doenças, no tratamento e reabilitação no processo saúde-doença do ser humano/família/comunidade, compromissado com continuo crescimento pessoal e social.

Ementas



PRIMEIRO ANO

BIOLOGIA GERAL / EMBRIOLOGIA E HISTOLOGIA

Área de caráter teórico-prático que estuda o metabolismo das células eucarióticas e procarióticas; a análise da organização e os aspectos integrativos do funcionamento de diferentes constituintes celulares e o ciclo celular. Engloba ainda o estudo dos tecidos fundamentais bem como a organização histológica dos órgãos que compõe os sistemas do corpo humano. Também ocorre a abordagem das noções básicas de embriologia humana, bem como o estudo geral da organogênese.

 

ANATOMIA GERAL

Disciplina de caráter teórico-prático que estuda a anatomia humana abordando os aspectos macroscópicos dos sistemas orgânicos, tendo uma visão geral da estruturação morfológica do corpo humano. A disciplina de Anatomia é composta pela introdução ao estudo da anatomia humana, sua terminologia e aos componentes anatômicos, estruturais e funcionais dos diversos órgãos que compõe os sistemas: esquelético, articular, muscular, dentre outros, sendo direcionada ao aprofundamento nos elementos anatômicos do corpo humano. Abrange a osteologia, artrologia, miologia e os sistemas cardiovascular, respiratório, digestório, linfático, nervoso, urinário e genital.

 

ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA: HISTÓRIA DA SAÚDE

Estudo da (des)construção da concepção de saúde a partir dos modelos de atenção historicamente estruturados e sua influência no campo da saúde; analisa a transposição do paralelo indivíduo/coletividade; analisa a produção social da saúde e suas interfaces sócio antropológicas no contexto família e comunidade; aborda os diferentes sistemas de saúde e o SUS.

 

HISTÓRIA DA ENFERMAGEM E ATUALIDADE

Estudo da evolução da enfermagem enquanto profissão institucionalizada e as relações desta atividade profissional na história da saúde desde sua origem até os tempos atuais à luz dos contextos sociocultural, político e filosófico. Promove a reflexão sobre o processo de trabalho em saúde, as condições e os determinantes do processo saúde doença, relacionando os modos de vida de uma população com as formas de adoecer; discute a comunicação em enfermagem e a ética profissional, buscando compreender o seu significado para o desenvolvimento de sua prática.

 

SEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA

Disciplina de caráter teórico-prático que aborda as técnicas de enfermagem utilizadas pelo enfermeiro para atender as necessidades, bem como os problemas relacionados e detectados no exame físico (geral e específico) do ser cuidado.

 

PSICOLOGIA

Conceituar historicamente e epistemologicamente a psicologia abrangendo desde as primeiras manifestações da consciência nos inícios das civilizações, passando pelo reconhecimento da psicologia como uma disciplina científica autônoma no final do século XIX até a atualidade. Estudar o desenvolvimento humano e psicológico desde a adolescência até a velhice, tendo como pano de fundo o ciclo de vida familiar e o contexto cultural. Discutir o tema da psicopatologia abordando a história dos transtornos mentais e acerca da noção de saúde e doença. Estudar os conceitos básicos em psicopatologia, as alterações das principais funções psíquicas e discutir e conhecer sobre o perfil do profissional da enfermagem frente ao adoecimento.

 

REGISTROS E INFORMAÇÃO EM SAÚDE

Disciplina que visa oferecer subsídios aos estudantes para descrever a organização do sistema de informação do Sistema Único de Saúde e para utilizar os sistemas de informação no gerenciamento da assistência à saúde. Importância do registro na saúde e os cuidados com as informações. A inserção do profissional Enfermeiro no registro e informação em saúde.

 

CUIDADOS E PRÁTICAS NUTRICIONAIS EM SAÚDE

Disciplina de caráter teórico-prático que desenvolve no estudante a capacidade de avaliação do estado nutricional do indivíduo. Padrões nutricionais no núcleo familiar, no coletivo e na sociedade. Alimentação na promoção de saúde e prevenção de doenças. Influências socioculturais sobre o comportamento alimentar. Acesso à alimentação como direito humano que preenche necessidades biológicas, psicológicas e sociais, garantindo qualidade de vida a indivíduos, grupos e coletivos.

 

INICAÇÃO AO ATO DE CUIDADO EM ENFERMAGEM

Disciplina de caráter teórico-prático que desenvolve os fundamentos básicos do cuidado em Enfermagem, utilizando pressupostos teóricos sobre o cuidado humano e os instrumentos básicos de enfermagem na avaliação do estado de saúde do indivíduo. Situa o ser humano enquanto sujeito e objeto do cuidado; identificar, conhecer e utilizar recursos fundamentais para interagir e assistir o ser humano; noções de aplicação dos instrumentos básicos do cuidar. Promove a relação entre teorias do raciocínio clínico com os instrumentos básicos de Enfermagem. Desenvolve o aprendizado das técnicas básicas de enfermagem, terminologia, diagnóstico, sistematização da assistência de enfermagem, processo de enfermagem e primeiros socorros.

 

IMUNOLOGIA E MICROBIOLOGIA

Disciplina de caráter teórico-prático que promove a compreensão do sistema imune, abrangendo o estudo dos componentes celulares, humorais e moleculares da resposta imune básica, bem como o entendimento das reações imunológicas e dos aspectos patológicos que envolvem essas reações. Esta disciplina engloba ainda o estudo da morfologia, fisiologia e genética dos micro-organismos (vírus, bactérias e Fungos); o estudo dos meios de cultura e identificação e estudo dos micro-organismos patogênicos.

 

SEGUNDO ANO

INTRODUÇÃO À PESQUISA: A CONSTRUÇÃO DO OLHAR PESQUISADOR

Aborda a reflexão sobre pesquisa no processo de trabalho em saúde, exercitando o seu papel de educador e pesquisador; analisa os principais aspectos e necessidades da pesquisa em saúde; desenvolve o perfil investigativo.

 

FARMACOLOGIA GERAL

Estudo dos fármacos em geral, atuação dos fármacos nos indivíduos, vias de administração de medicamentos; analisa os conceitos e as políticas de fármacos no Brasil. Estudo da ação dos fármacos nos sistema fisiológicos dos indivíduos. Estudos de dosagens. Cálculos de medicação. A atuação da enfermagem na administração de medicamentos. Enfermagem na quimioterapia.

 

ENFERMAGEM NO CUIDADO HUMANO: SAÚDE MENTAL

Disciplina de caráter teórico-prático que estuda os elementos que envolvem a organização da atenção em saúde mental e a reorientação dos modelos assistenciais. As diferentes concepções da loucura e a sua historicidade. A Reforma Psiquiátrica e as políticas públicas de saúde mental. A inserção do Enfermeiro e seu papel na saúde mental. A avaliação em saúde mental e a aplicação do diagnóstico de enfermagem nas situações de sofrimento psíquico. Desenvolvimento de atividades práticas em serviços de atenção à saúde mental.

 

GENÉTICA HUMANA

Aborda os princípios básicos de genética humana e evolução, com enfoque no estudo do material genético, nas bases moleculares e cromossômicas da hereditariedade, nos padrões de herança, bem como a caracterização dos cromossomos humanos, malformações congênitas, mutações gênicas e suas principais alterações e síndromes decorrentes. Engloba ainda a citogenética clínica, a genética e o câncer, o aconselhamento genético e os métodos de diagnóstico pré-natal.

 

CUIDADO DE ENFERMAGEM NA SAÚDE DA MULHER

Disciplina de caráter teórico prático que aborda o cuidado de Enfermagem na saúde reprodutiva do homem e da mulher. Estudo das políticas de saúde – da mulher e dos fatores que interferem, influenciam e fundamentam as práticas de saúde oferecidas a mulher, contemplando os aspectos sociais, culturais, de gênero e da sexualidade humana. Identificação de vulnerabilidade às afecções ginecológicas mais frequentes, prevenção do câncer ginecológico/mamário e seu tratamento ambulatorial; promoção da saúde da mulher no período reprodutivo e no climatério. Semiologia e semiotécnica aplicada ao processo de reprodução, concepção, consulta da enfermagem na saúde da mulher e aplicação de um plano de cuidados de enfermagem (prescrição de enfermagem).

 

CUIDADO DA ENFERMAGEM EM CLÍNICA MÉDICA

Disciplina de caráter teórico-prático que estuda as políticas de atenção à Saúde do Adulto. Doenças crônico-degenerativas. Introdução à Metodologia da Assistência. Habilidades psicomotoras na execução das técnicas de Enfermagem. Aplicar os conhecimentos de nutrição, anatomia e fisiologia no plano e ação da intervenção de enfermagem. A disciplina deve desenvolver no estudante a reflexão para a aplicação do diagnóstico de enfermagem.

 

BIOQUÍMICA E BIOFÍSICA

Disciplina que estuda a estrutura e metabolismo das biomoléculas, propriedades químicas, possibilitando o reconhecimento e identificação das moléculas correlacionando-as com suas funções. Estudo dos aspectos biofísico dos processos vitais; explica os mecanismos moleculares, iônicos e atômicos que permitem a vida, quer nos seres unicelulares, quer nos pluricelulares.

 

FISIOLOGIA

Fornecer subsídios teóricos para a construção do conhecimento acerca do funcionamento do organismo com base nas inter-relações entre o funcionamento das células, dos órgãos e sistemas do corpo e seus mecanismos de regulação, integrando e relacionando outras áreas de conhecimento com o funcionamento do corpo humano.

 

PARASITOLOGIA

Disciplina de caráter teórico/prático que estuda os organismos pertencentes ao reino Protozoa, os protozoários, e ao reino Animalia, os helmintos, alguns artrópodes e moluscos que servem como vetores biológicos de parasitos, relacionados com a saúde do homem e outros animais, e com o meio ambiente.

 

BIOESTATÍSTICA

A disciplina de Bioestatística ministrada aos acadêmicos do curso de Enfermagem os habilita a tratarem estatisticamente dados referentes ao campo de atuação das ciências da saúde humana, empregando técnicas da estatística descritiva, inferência estatística, noções de testes de hipóteses. Analise de medidas de posição e dispersão. Regressão e correlação, como também, noções de probabilidade.

 

ESTÁGIO DE SEMIOLOGIA

Disciplina de prática supervisionada que visa proporcionar ao aluno a vivência de situação reais da prática de Enfermagem para fixação das técnicas aprendidas, demonstrando competência do enfermeiro na avaliação da saúde do cliente. Utilizar o diagnóstico de saúde do local de atuação para gerenciar a assistência de Enfermagem. Participar de atividades que visem à integração entre ensino, serviço e comunidade. Desenvolver prática de Enfermagem humanizada baseada em princípios éticos. Coleta de dados do histórico de enfermagem, utilização de técnica de entrevista clínica e de exame físico.

 

TERCEIRO ANO

CUIDADO A SAÚDE DO ADULTO: CUIDADO CIRÚRGICO

Disciplina de caráter teórico-prático que estuda a intervenção da Enfermagem na saúde do adulto com afecções clínicas, cirúrgicas, oncológicas, infecto contagiosas e psiquiátricas nos níveis secundário e terciário de atenção à saúde. Habilidades psicomotoras na execução das técnicas de Enfermagem. Semiologia a semiotécnica. Diagnóstico de enfermagem nas situações de intervenção cirúrgica. Prevenção de acidentes no hospital. Aspectos éticos na assistência ao usuário do sistema de saúde, idoso e família. Atuação em unidade de centro cirúrgico e central de material esterilizado. Processamento e controle de qualidade de artigos médicos e hospitalares. Processo de cuidar em enfermagem ao cliente no período perioperatório de cirurgias ambulatoriais de pequeno e médio porte. Preparo para alta. Aspectos administrativos na unidade centro cirúrgica. Aplicar conhecimentos de nutrição, anatomia e fisiologia no plano de intervenção de enfermagem. A disciplina deve desenvolver no estudante a reflexão para a aplicação do diagnóstico de enfermagem.

 

CUIDADO DE ENFERMAGEM NA SAÚDE MATERNA E NEONATAL

Disciplina de caráter teórico prática que estuda a assistência da Enfermagem na saúde da mulher, na atenção pré-natal de baixo e alto risco, durante a gravidez, trabalho de parto e parto natural e cesáreo; e puerpério. Programa Nacional de Amamentação. Atendimento imediato ao recém-nascido.

 

BIOÉTICA

Discutir ética profissional do trabalho em equipe de saúde frente às praticas interdisciplinares e multiprofissionais. O cuidado humano em seus aspectos éticos, morais, sócio-políticos, culturais e como o foco central da enfermagem. A enfermagem e o contexto de saúde, a bioética e a legislação da enfermagem como profissão.

 

ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA: PLANEJAMENTO E INTEGRALIDADE DE ATENÇÃO À SAÚDE

Disciplina de caráter teórico-prático que visa descrever a evolução histórica do planejamento na área da saúde, analisar os tipos de planejamento em saúde nos diferentes níveis. Proporcionar ao estudante a capacidade de aplicar as fases do planejamento estratégico situacional para produzir impacto sobre os problemas identificados in loco, implementar o plano de ações, avaliar quanti-qualitativamente as operações propostas.

 

ADMINISTRAÇÃO: GERÊNCIA E GESTÃO EM ENFERMAGEM

Fundamentos teóricos e práticos para a administração da equipe de enfermagem e do processo de cuidar em enfermagem. Aspectos fundamentais para a administração da unidade de saúde: teoria geral de administração, planejamento, organização, direção, avaliação, modelos de gestão e serviços de apoio. Análise e reflexão das teorias administrativas aplicadas no gerenciamento dos serviços de Enfermagem e de Saúde. Avaliar as práticas gerenciais que garantam a qualidade na prestação das ações assistenciais e administrativas de Enfermagem, utilizando metodologia científica. Reconhecer o significado de liderança no processo de trabalho da enfermagem. Avaliar permanentemente o processo de trabalho da enfermagem.

 

CUIDADO DE ENFERMAGEM NA SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Disciplina teórica e prática que visa promover a compreensão da representação social do nascimento da criança e adolescente na família e sociedade. Políticas públicas de saúde do recém-nascido, da criança e do adolescente. Fases do desenvolvimento e crescimento infantil. Semiologia aplicada ao recém-nascido e à criança. O cuidado de enfermagem à criança e ao recém-nascido portador de afecções clínicas, cirúrgicas e malformações, em todos os níveis de atenção à saúde. Puericultura e Consulta de enfermagem pediátrica.

 

CUIDADO A SAÚDE DO ADULTO: CUIDADO INTENSIVO

Disciplina de caráter teórico-prática inerentes às necessidades de intervenções da enfermagem ao indivíduo hospitalizado em situação crítica. Atuação na gerência dos serviços de CTI, UTI e enfermagem domiciliar. Aplicar os conhecimentos de nutrição, anatomia e fisiologia no plano e ação da intervenção de enfermagem. A disciplina deve desenvolver no estudante a reflexão para a aplicação do diagnóstico de enfermagem. Discutir os sentimentos do estudante que emergem frente às ações de atendimento ao indivíduo hospitalizado em situações críticas, terminal e morte.

 

CUIDADO DE ENFERMAGEM NA SAÚDE DO ADULTO E IDOSO

Estudo dos aspectos biopsicossociais que se manifestam com o processo de envelhecimento. Políticas Públicas de Saúde voltadas ao adulto e idoso. Caracterização do processo saúde-doença no adulto e idoso, no envelhecimento e as mudanças fisiológicas ocorridas nos seus vários níveis de complexidade. Englobando ações preventivas, propedêuticas e terapêuticas específicas em cada situação, de acordo com o perfil epidemiológico.

 

ESTÁGIO EM CLÍNICA MÉDICA

Disciplina de prática supervisionada que visa proporcionar ao aluno a vivência de situações reais da prática de enfermagem em clínica médica. Estuda a atenção à saúde do adulto e busca desenvolver no acadêmico habilidades para execução do cuidado de enfermagem, das técnicas e do diagnóstico de enfermagem. Execução prática do processo de enfermagem e da sistematização da assistência de enfermagem em clínica médica.

 

PATOLOGIA

Disciplina de caráter teórico com enfoque em quatro temas fundamentais (alterações hemodinâmicas, degenerações e necroses celulares, neoplasias e inflamações), estudadas de forma compartimentalizada. Além disso, estudar as reações do organismo, de forma harmônica frente a uma agressão recebida.

 

QUARTO ANO

ORIENTAÇÃO DE MONOGRAFIA – TCC

Disciplina para a orientação e acompanhamento do trabalho de conclusão de curso. Execução de um projeto de pesquisa, com coleta, tabulação e análise dos dados e elaboração de artigo científico baseado na realidade local. Instrumentaliza o acadêmico a realizar apresentação na modalidade pôster e oral. Incentiva a publicação de artigo científico.

 

CUIDADO A SAÚDE DO ADULTO: URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS

Disciplina de caráter teórico-prático que visa promover no aluno a reflexão para a intervenção da enfermagem nas urgências e emergências. Aplicar conhecimentos de semiologia e semiotécncia, relacionando os conhecimentos de anatomia e fisiologia do corpo humano. Estudo sobre a organização do sistema de saúde nas urgências e emergências. Intervenções de enfermagem ao indivíduo hospitalizado em situação crítica. Conceito de urgência e emergência. Estudo do perfil morbimortalidade em relação à urgência e emergência nas doenças crônicas e degenerativas, traumas, situações clínicas e psiquiátricas.

 

SOCIOLOGIA, ANTROPOLOGIA E SAÚDE

Abordagem histórica da sociologia e antropologia, o método científico e o empírico. Distinção de outras formas de conhecimento e os principais enfoques relacionados com a saúde. Evolução histórica do conceito de saúde-doença no contexto da sociedade. Importância da integração da sociologia e antropologia no campo da saúde e suas implicações sociais. Abordagem analítica e crítica do sistema de saúde em seu contexto econômico, político e social. A cultura negra e indígena brasileira, o negro e o índio na formação da sociedade e na saúde nacional, a contribuição do negro e do índio na formação da sociedade nacional, e sua participação na saúde.

 

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Disciplina prática que visa colocar o estudante em situações reais do processo de trabalho em enfermagem. Desenvolvimento do raciocínio investigativo sobre o trabalho em enfermagem, gerência e gestão. Aplicação dos conhecimentos adquiridos em todas as áreas de conhecimento: diagnóstico de enfermagem e planejamento do trabalho.

 

EMENTA E BIBLIOGRAFIA DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS

SAÚDE AMBIENTAL

Estudo da inter-relação sociedade e natureza, na qual o enfermeiro tem a compreensão do espaço como processo social. Identificação das políticas em relação ao meio ambiente. As relações que se estabelecem entre saúde, meio ambiente, saneamento básico, poluição, doenças infecciosas e parasitárias, bem como, as vertentes da educação ambiental, a lógica do desenvolvimento sustentável e os indicadores de qualidade de vida. Impacto ambiental causado pelos resíduos hospitalares. Saúde ocupacional.

 

PORTUGUÊS INSTRUMENTAL

Análise das condições de produção de texto referencial, planejamento e produção de textos referenciais com base em parâmetros da linguagem técnico-científica. Prática de elaboração de resumos, esquemas e resenhas. Leitura, interpretação e reelaboração de textos de livros didáticos.

 

INGLÊS INSTRUMENTAL

Dedução do significado e uso de itens léxicos desconhecidos; estabelecimento de relações entre informações explícitas e implícitas e entre elementos da sentença; identificação da ideia ou tópico principal; análise e avaliação da informação transmitida pelo texto.

 

SAÚDE DO TRABALHADOR

Estudo sobre aspectos históricos e situação atual do trabalhador. Condições de trabalho e processo trabalho-saúde. Aspectos ergonômicos e posturais no trabalho. Questões relativas à legislação e as repercussões do trabalho na esfera da saúde e segurança.

 

LIBRAS

A disciplina de Libras (Língua Brasileira de Sinais) possui eixos interdisciplinares com todas as disciplinais do curso, visto que o objetivo final da formação acadêmica é destinado à preparação para o mundo do trabalho e a disciplina de Libras envolve comunicação, considerada tão necessário para a sobrevivência no mundo da globalização. Vale ressaltar a peculiaridade em relação à disciplina de Fundamentos da Educação Inclusiva por se tratar basicamente dos mesmos objetivos da Libras no que se refere ao respeito a diversidade, e das disciplinas de Língua Portuguesa e Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa pela proximidade de caracteres.

 

ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA: PERFIL SÓCIO-SANITÁRIO

Disciplina de caráter teórico-prático que visa ao reconhecimento da estrutura como espaço de organização e produção da saúde. Os elementos envolvidos na definição de necessidades de saúde. Os instrumentos da vigilância em saúde. A construção de diagnósticos situacionais locais.

 

CULTURA E SOCIEDADE BRASILEIRA

Estuda os fundamentos teóricos, filosóficos e conceituais da cultura e sociedade brasileira (Antropologia, Ciência Política e Sociedade), bem como sua aplicabilidade como recurso analítico ao contexto nacional e internacional para a compreensão dos fenômenos sociais, políticos e culturais das sociedades contemporâneas, em especial da sociedade brasileira.

ctesop.com.br | 44 3528-2337 | Av. Brasil, 1441 - Jd. Paraná | Assis Chateaubriand-PR